Share Button

Após luta de oito anos contra o câncer, a jovem Yasmin Gualberto da Silva, que tem apenas 11 anos, recebeu a liberação médica do tratamento para combater a Leucemia Linfóide Aguda (LLA), diagnosticada em 2008. A doença é caracterizada pelo crescimento desordenado das células progenitoras da medula óssea.

Natural da cidade de Peixoto de Azevedo, Yasmin tinha apenas três anos quando iniciou o tratamento no Hospital do Câncer. Dois meses depois, a família conheceu a Associação dos Amigos Contra o Câncer (AACCMT), no Mato Grosso.

A mãe, Suelin Hubner, lembra os primeiros anos de luta contra a doença e conta que as visitas ao hospital, exames e a quimioterapia eram feitos quase diariamente. Segundo ela, foram quase oito meses de tratamento constante no hospital e três anos de alerta total.

Yasmin viveu grande parte da sua infância dentro da AACCMT, ao lado das demais crianças que também lutavam para combater o câncer, participando das oficinas e passeios e realizando as atividades escolares com o apoio das professoras da associação.

Do ponto de vista psicológico, muitos acreditam que a pouca idade da garota foi um fator positivo. “Foi bom porque nunca via minha filha triste, sempre se comportou como uma criança normal e sempre muito danada”, explica a mãe.

Agora livre da doença, Yasmin aproveita uma nova fase da vida, com a chegada da adolescência. Já com planos para o futuro, ela conta que vai ser médica pediatra, porque quer cuidar das crianças.