Share Button

infecçao-hospitalar-blog

Estima-se que 5 a 15% dos pacientes hospitalizados adquirem algum tipo de infecção hospitalar, que é causada por fatores como microrganismos presentes no ambiente, o estado de comprometimento do paciente e a cadeia de transmissão do hospital.

Embora seja adquirida durante a internação hospitalar, a infecção hospitalar não possui indícios de estar presente no momento da admissão no hospital ou relacionada a procedimentos como cirurgias.

Os fatores de risco estão relacionados à necessidade de um indivíduo ser submetido a uma internação ou procedimento de saúde. A idade pode ser um dos fatores que indicam maior susceptibilidade a infecções, como é o caso de recém-nascidos e idosos que possuem uma imunidade fragilizada, além dos portadores de AIDS, que são pacientes imunocomprometidos.

O tempo de internação, portanto, deve ser o mais curto possível, sem que interfira no tratamento necessário.  Ainda que existam medidas para impedir o crescimento de microrganismos, o hospital é considerado um reservatório desses micróbios quando se avalia a quantidade de pessoas doentes no local.

Prevenção

Medidas simples como higienização das mãos e a limpeza do local são consideradas as mais importantes para prevenir a infecção hospitalar. Além da higienização, outra medida importante para minimizar os riscos de uma infecção é a nutrição adequada do paciente.