Share Button

O câncer de mama, em casos mais agressivos, pode exigir em seu tratamento uma mastectomia – ou seja, a remoção completa ou parcial de uma ou ambas as mamas. Michelle Cole, de 42 anos, sofreu de um câncer de mama agressivo e precisou remover as mamas durante o tratamento. Depois disso, ela tanto reconstruiu a mama, como fez uma tatuagem para celebrar a recuperação.

Nesse ano de 2017, Michelle comemora o quinto ano de uma mastectomia bem sucedida e isso foi fundamental para ela vencer o câncer, de acordo com a imprensa. Para celebrar a vida, então, ela fez uma tatuagem que simula um sutiã rendado em seus seios.

O desenho é um top sem alça, com folhas de renda. Ela gostou tanto do resultado que não tem problemas em exibi-lo. “Eu apenas comecei a tirar minha camiseta e as pessoas ficam maravilhadas quando descobrem que eu tenho uma tatuagem, não um sutiã”, disse ela.

Com informações: Daily Mail