Categorias
Tratamentos

Com ajuda das mulheres, o tratamento do câncer de próstata pode ter 90% de chance de sucesso

Durante muito tempo, os homens tiveram dificuldade em identificar o câncer de próstata por não aceitarem realizar o exame do toque retal, um dos exames responsáveis pelo diagnóstico da doença. Hoje, porém, o cenário é diferente. Além das campanhas de prevenção, que incentivam a aceitação aos exames, muitas mulheres ajudam seus maridos na adesão ao tratamento que pode ter até 90% de chance de sucesso.

As estimativas do Instituto Nacional do Câncer (INCA) apontam 68.220 novos casos da doença em 2018. Ainda segundo o INCA, o câncer de próstata é o segundo tipo de câncer que mais atinge homens no Brasil. A doença pode aparecer de maneira silenciosa, por isso é importante que homens a partir dos 45 anos e que estão nos grupos de risco realizem exames preventivos anualmente.

O médico urologista, Roberto Quaioti, explica que o preconceito, a timidez e até o medo de um diagnóstico ruim acabam afastando os homens dos exames. No entanto “a aceitação dos homens está maior, graças à mídia e às mulheres, que acabam convencendo-os a irem ao médico anualmente”, afirma o médico.

O diagnóstico da doença pode vir através de dois exames, o PSA (feito com amostra de sangue) e o toque retal. “Feito o diagnóstico, esse paciente tem que ser tratado”, diz o médico. Ele também explica que se o diagnóstico for precoce, as chances de sucesso no tratamento podem chegar a 90% em casos onde o tumor é de baixo grau e está localizado somente na próstata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *