Categorias
Atividades Físicas

Não teve vez pro câncer nos gramados!

O diagnóstico de câncer pode ser semelhante ao início de um difícil e disputado campeonato de futebol.  E assim como várias histórias de jogos incríveis, também existem relatos de verdadeiros vencedores na batalha pela vida.

É o caso do jogador inglês Joe Thompson, que recebeu o diagnóstico de Linfoma de Hodgkin duas vezes, uma em 2013 e outra em 2017, e em ambas as vezes venceu a doença.

No segundo diagnóstico, junho de 2017, Joe afirmou que lutaria “com a mesma fé, a mesma coragem e o mesmo desejo da batalha anterior”. Vitorioso, Joe voltou aos gramados ainda em dezembro e salvou seu time do rebaixamento, marcando um gol aos 24 minutos do segundo tempo.

Outra história de sucesso na luta contra o Linfoma de Hodgkin foi a do brasileiro Wagner Fogolari, zagueiro do São José – RS. Após 12 sessões de quimioterapia e 6 meses afastado dos gramados, o jogador retorna triunfante para o gauchão.

Em 2015, Jonas Gutiérrez foi ovacionado pela torcida do New Castle após passar 17 meses afastado para tratar um tumor no testículo. Por causa da quimioterapia, o jogador perdeu uma de suas marcantes características: os cabelos longos. Mas isso não foi nada perto da vitória que o jogador teve em relação ao câncer, e assim como Joe Thompson, também salvou seu time de um rebaixamento em um jogo contra o Manchester United.

As histórias desses heróis demonstram que as batalhas podem ser vencidas tanto dentro quanto fora de campo e que o maior prêmio a se ganhar é a vida.