Categorias
Uncategorized

Fator de proteção solar 30 é o mais eficaz contra o câncer de pele

Uma pesquisa realizada pela universidade norte-americana de Ohio reforçou a importância da utilização de protetores solares para evitar o câncer de pele.

No estudo conduzido pelos pesquisadores foram utilizados ratos de laboratório que desenvolvem espontaneamente um melanoma. Para testar qual seria o melhor fator de proteção, foram utilizados vários produtos. O que apresentou os melhores resultados foi o protetor com fato de proteção 30.

Na maioria dos casos, ele foi capaz de atrasar o aparecimento do tumor e até mesmo de impedir que ele aparecesse. Vale ressaltar que os ratos já estavam programados para o surgimento do melanoma, mesmo com a utilização do protetor.

Para o chefe da pesquisa, Christin Burd, apesar de os resultados serem animadores, é preciso ter cuidado na hora da aquisição de protetores solares e não generalizar a eficácia da proteção, como foi mostrado durante o estudo.

O câncer do tipo melanoma é menos incidente do que o não melanoma, no entanto, é o mais perigoso dos tipos de câncer de pele, pois é o que apresenta as maiores incidências de morte.

Categorias
Câncer

Quais as causas do câncer?

Na verdade, ninguém contrai o câncer  porque não se trata de uma doença infecciosa e não passa de pessoa para pessoa. Ele tem origem genética, o que não quer dizer que o seu aparecimento está ligado apenas ao fator hereditário. O nosso corpo é formado por células que se organizam em tecidos e órgãos. O natural é que elas se dividam, amadureçam e morram, gerando um ciclo de renovações. O desenvolvimento do câncer acontece quando as células fogem dessa rotina e sofrem um acúmulo de mutações que as transformam em células malignas. “Não existe uma causa única para que isso aconteça, essas transformações celulares ocorrem por diversos fatores, sejam hereditários, ambientais e de consumo (como o uso excessivo de álcool e cigarro) ou hormonais,” explica Williams Barra, oncologista do HSM.

Como os mecanismos de transformação das células são decorrentes do acúmulo de mutações, o avanço da idade está relacionado ao maior risco. “Os variados grupos possuem riscos específicos, por exemplo, homens e câncer de próstata, mulheres e câncer de mama e colo de útero. Algumas pessoas com conhecida predisposição genética possuem risco de alguns tumores em especial”, destaca o Dr. Williams.  A prevenção continua sendo a melhor alternativa para evitar ou minimizar o surgimento do câncer. Hábitos que fortalecem o organismo atuam como poderosos inibidores destes males, como uma alimentação balanceada, rica em frutas, verduras e carnes magras, além da redução de gordura saturada, sal e enlatados. Praticar atividade física regular também é fundamental para uma vida saudável, assim como evitar o consumo de álcool e cigarro.

Categorias
Uncategorized

Pesquisadores descobrem que o café pode reduzir risco de câncer

Uma pesquisa da Norris Comprehensive Cancer Center, Universidade localizada na Califórnia (EUA), coletou dados de cerca de 5.100 pacientes de Israel que foram diagnosticados com câncer do cólon. Esses homens e mulheres foram comparados com outras pessoas que já tinham histórico deste mesmo tipo de câncer.

Os participantes foram convidados a registrar a quantidade de café que bebiam e, inclusive, o modo de preparo. Eles também informaram fatores de risco para o câncer do cólon: histórico familiar de câncer, dieta, atividade física e tabagismo, por exemplo.

As pessoas que bebiam mais de duas xícaras e meia de café por dia eram 50% menos propícias ao câncer de cólon. Já quem bebia de uma a duas xícaras diariamente tinha um risco 26% menor. Os pesquisadores também descobriram que o tipo de café que os participantes bebiam não interferia nessa redução.

Estudos anteriores sobre esse mesmo tema já haviam chegado a resultados semelhantes, o que reforça as propriedades benéficas do café.