Categorias
Uncategorized

Vitamina D previne o câncer?

Desde que estudos epidemiológicos observaram que existiria relação entre exposição solar e incidência de câncer, muitos seguidores nos procuraram para fazermos uma matéria sobre a importância da vitamina D na prevenção do câncer. Os estudos que foram publicados mostraram que, de fato, há menor incidência de câncer nas regiões do mundo com maior quantidade de luz solar por ano. Considerando que tomar sol é uma das formas de obter vitamina D, os estudos acenderam um alerta nas pessoas sobre a importância desta vitamina.

É aí que entra o papel de pesquisadores das universidades de Omaha, na Califórnia e no Texas, liderados pela médica Joan Lappe. Eles avaliaram o impacto de suplementação de vitamina D e cálcio durante quatro anos na incidência de câncer.

O estudo foi publicado, em março deste ano, na revista americana Jama Oncology e foi feito com 2,3 mil mulheres saudáveis com mais de 55 anos que foram divididas em dois grupos: um que recebia suplementação diária de vitamina D associada a cálcio; e outro em que eram recebidas doses de placebo, uma substância sem efeito biológico.

Entretanto, a pesquisa não incluiu pessoas do sexo masculino e não foi possível trazer afirmações sobre suplementação vitamínica para este grupo. Com as dúvidas, Dr. Lappe recomendou mais estudos, desta vez, incluindo a participação de homens.

A pesquisa concluiu que ainda faltam dados mais claros e evidências mais decisivas antes de disseminar esta prática para toda a população. Todavia, quem toma vitamina D com a estratégia de evitar doenças como a osteoporose e fraturas ósseas deve continuar a receber os medicamentos normalmente.

A vitamina D, embora tenha o nome de vitamina, na verdade é um hormônio e tem, entre outras funções, o efeito regulador sobre a proliferação celular, o que sugere em estudos pré-clínicos, um maior risco do desenvolvimento de câncer em quem tem deficiência de vitamina D.

“No entanto não há nenhuma recomendação com confirmação científica para a reposição da vitamina D como forma de prevenção ao câncer, mais estudos precisam ser realizados para o uso da vitamina com este fim.
O que já é consagrado, é que a suplementação de vitamina D com altas doses é capaz de desacelerar a progressão da doença em pacientes com câncer colorretal metastático”, explicam.

Categorias
Uncategorized

10 alimentos indicados para a prevenção do câncer de próstata

Está comprovado que uma alimentação saudável diminui os riscos de se desenvolver o câncer de próstata. Esse tipo de câncer é o mais comum entre homens no Brasil, depois do câncer de pele. Segundo o Instituo Nacional do Câncer (INCA), a estimativas apontam 68.220 novos casos da doença em 2018.

Para ajudá-los a manter uma dieta balanceada, a nutricionista Jéssica Maeve, da equipe oncológica do Hospital HSM, listou 10 alimentos indicados para a prevenção do câncer de próstata. Confiram:

1. Tomate

Disponível principalmente no tomate em sua forma cozida, o licopeno é uma substância que inibe a proliferação celular e tem função antioxidante que protege a membrana das células do corpo através do bloqueio de radicais livres.

2. Uva escura

A casca e as sementes contêm resveratrol, que estimula os mecanismos de defesa dos nossos genes contra o câncer e induz a morte de células doentes.

3. Gérmen de trigo e óleos vegetais

Ricos em vitamina E, que favorece fatores de defesa contra a produção excessiva de radicais livres. Também protege as células normais contra efeitos danosos da quimioterapia sem proteger o tumor, ou seja, reduz os efeitos colaterais sem reduzir a efetividade.

4. Castanha do Pará

A castanha e os cereais integrais possuem selênio, mineral que promove a morte de células cancerígenas e evita a redução do número de genes protetores das células.

5. Couve-flor e brócolis

Apresentam o fitoquímico isotiocinato, substância ativa que é capaz de prevenir ou atrasar a evolução do câncer. O consumo desses alimentos contribui para inativar o processo inicial do câncer e proteger o DNA de danos causados por agentes nocivos.

6. Soja

Alimento rico em isoflavonas, compostos que têm efeito sobre hormônios sexuais sanguíneos relacionados ao câncer de próstata.

7. Alho

Fonte de alicina, que induz a autodestruição de várias células cancerígenas e pode retardar ou inibir o crescimento de tumores.

8. Linhaça

Uma das fontes mais ricas em lignana, um fioestrógeno que desempenha papel na prevenção de cânceres dependentes de estrogenios, podendo reduzir o crescimento de tumores de próstata e mama e aumentar a taxa de mortalidade de células malignas de pacientes com câncer de próstata.

9. Buriti

A fruta brasileira com maior concentração de β-caroteno, um carotenoide que age no fortalecimento do sistema imunológico e diminuição no risco de doenças degenerativas, como o câncer.

10. Sardinha fresca e salmão

Os dois peixes são exemplos de alimentos que possuem ácidos graxos ômega-3, que atuam contra o surgimento do câncer, retardam o crescimento de tumores e aumentam a eficácia da radioterapia e de vários quimioterápicos.